segunda-feira, 14 de abril de 2014

O chocolate está pela hora da morte....

Oi gente. Não vou entrar num de explicar meu sumiço, então vou direto ao assunto de hoje. 

Tenho participado de conversas aleatórias sobre a Páscoa e os planos do pessoal de comprar ovos de chocolate. Aí, fui olhar os preços e os achei... absurdos, ridículos, abusivos. Ouvi falar que rola uma campanha para que as pessoas comprem barras de chocolates em vez de ovos, mas na prática todo mundo parece estar comprando os ovos mesmo. O motivo principal? Brinquedos. Dentro dos ovos que estão associados a personagens ou marcas infantis sempre vem um brinquedo. E a criançada quer o brinquedo. Se o chocolate é bom ou não é, se o ovo é grande ou não, tanto faz. O que importa é o brinquedo, o resto é bônus. Acho deprimente que seja assim e imagino que estaria arrancando todos os fios de cabelo se tivesse filhos!

Também ganhei chocolate de presente. Bastante chocolate. E eu estou numa de tentar me alimentar melhor, então o chocolate acaba complicando a minha vida. Eu curto o carinho, o afeto, tudo isso, mas uma caixa de chocolates invariavelmente resulta num episódio de compulsão alimentar... Como uma garrafa de bebida na casa de um alcoólatra. Resultado disso é que estou distribuindo chocolate a rolé e de repente todo mundo me acha generosa (posso até ser, sei lá, mas a minha motivação atual é me livrar do chocolate mesmo). Para os mais próximos eu comprei chocolate pra dar de presente... mas pouco chocolate. Pouco mesmo. Todo mundo é bem saudável e está tentando manter ou perder o peso.

O que me surpreende, provavelmente devido ao fato de eu vir de uma família que comemorava a Páscoa de forma nada tradicional, é a quantidade de dinheiro que as pessoas gastam com isso, o volume de chocolate que é dado de presente para uma mesma pessoa e a euforia que cerca o tema. Às vezes chego à conclusão de que a imensa maioria das pessoas vive escravizada por todas essas convenções que nos dizem o que consumir, em que época e de que forma. Na Páscoa, ovos de chocolate. No dia dos namorados, flores, doces, presentes em geral. Dia das crianças, brinquedos. Natal, presentes em geral. E assim segue a boiada... Pouca gente tem coragem de romper com essas tradições, muitos não romperiam com elas mesmo que pudessem pois adoram o frenesi consumista e vários, como eu, aderem com maior ou menor intensidade a algumas dessas datas associadas ao ato de consumir. Fico com dó de quem ganha salário mínimo e de repente, no meio de abril, "tem" que comprar ovos da Páscoa para 3 filhos e 2 netos. Aí, logo, logo, chega outra data. E a sensação de controle sobre o próprio salário se perde entre fitas e embalagens de presente. A pessoa começa a se sentir refém de tudo isso... A pressão para que a tradição dos ovos de chocolate continue é fortíssima. 

Alguém aí tem dicas para lidar melhor com isso? 

Marina

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Provocações

Você já parou pra pensar...

... se o kindle é mesmo mais sustentável em relação a livros físicos?
... se os carros elétricos realmente fazem mais bem do que mal ao meio ambiente?
... se existem no mundo metais suficientes para bancar a quantidade imensa de tvs fininhas, lindas, de tela plana?
... se minimizar e simplificar é a mesma coisa?

Eu estou pensando nessas e em outras coisas.... vocês se fazem essas perguntas?

Marina

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Como andam as metas para 2014

Oi gente, vim fazer um balanço pra contar a quantas andam os meus esforços para atingir as 12 metas que defini para o ano de 2014. O panorama é positivo:

1 Ter mais contato com familiares e amigos
Recebemos visita em casa por mais ou menos uma semana; marquei um almoço aqui em casa com um amiga e também um almoço de confraternização no trabalho. As coisas vão indo razoavelmente  bem, mas podiam ser melhores.

2 Juntar dinheiro pra trocar o carro
Esse mês eu não juntei nada. Janeiro é complicado... apesar disso, consegui não mexer na micro poupança numa semana mais apertada que tivemos.

3 Marcar e ir a consultas médicas e odontológicas
Fui ao ginecologista, fiz exames de sangue de rotina e também alguns hormonais mais específicos.  Hoje vou fazer algujs examea de imagem e também tenho mais dois médicos marcados para os próximos 15 dias. O resultado do exame de sangue saiu e está até razoável,  considerando que preciso perder bastante peso. Não peguei indicação de dentista com ninguém. Sou só eu que tenho a maior dificuldademdo mundo para encontrar dentista bom e educado?

4 Destralhar 2014 coisas
131 destralhadas e nem sei de onde está saindo tanta coisa, de verdade. Minha casa está já bastante destralhada e minhas posses nunca foram tão espartanas.

5 Ler um livro por semana, pelo menos
Estou lendo de 1 a 2 livros por semana. Nesse momento estou entretida com "O Reserva", do Rui Zink, que tem se mostrado uma grata supresa. (Uma leitora pediu pra eu fazer um post sobre meus livros preferidos e logo essa postagem sairá por aqui, ok?)

6 Fazer atividade física 5 vezes por semana
Acho que estou conseguindo fazer de 4 a 5 vezes, então ainda preciso melhorar um pouco. Infelizmente ainsa não fui mordida pelo bicho do prazer de fazer exercícios.  ATENÇÃO,  BICHO: não estou usando repelente!

7 Passar a me alimentar de forma mais saudável
Com certeza eu melhorei bastante a minha alimentação, mas ainda tem várias coisas que preciso alterar ou adaptar. Com o exercício e a alimentação mais saudável eu perdi pouco mais de 2kgs, mas não é fácil não...

8 Aprender alguma coisa completamente nova (através de um curso ou aulas de qualquer tipo)
Ainda não fiz nada a esse respeito, por enquanto só tenho algumas idéias...

9 Planejar e fazer uma viagem a dois especial nas férias
Provavelmente vamos fazer uma dobradinha Inhotim-Ouro Preto. As passagens eu já encontei por um preço bom, mas os hotéis estão até 4 vezes mais caros. Se eu não encontrar hotéis com preço melhor, pode ser que viaje pra fora, aqui na América Latina mesmo. Veremos.

10 Colocar novos projetos em prática no trabalho e ir a pelo menos um congresso
Criei dois novos grupos de psicoterapia e estamos reformulando todo o fluxo de Saúde Mental na atenção primária. Assim que minha colega voltar de férias, vamos colocar mais algumas idéias em prática. Nada sobre congressos ainda.

11 Consumir de forma mais consciente
Andei comprando umas besteiras... nada muito grave, coisinhas que não chegam a comprometer o orçamento,  mas que eu podia ter esperado mais pra comprar. O botão de ligar da nossa televisão estragou e ninguém conserta. O controle remoto da tv parou de funcionar também. Com um lápis eu consegui religar a tv e agora a gente liga ou desliga o aparelho da tomada quando quer ver alguma coisa. Só vamos trocar quando não estiver mais funcionando ou quando começar a nos incomodar,  o que deve demorar para acontecer.

12 Aprender a ouvir o que as pessoas têm a dizer de uma forma mais serena
Melhorei MUITO nesse departamento. Também estou tentando dar mais chances às pessoas e elas têm me surpreendido positivamente. Espero que continue assim, pois sei que essa é uma das metas mais ambiciosas de todas...

* Por último,  a meta que amarra todas essas: acompanhar os meus esforços para colocar tudo isso em prática. 
Estou acompanhando a cada dia, o que dá uma certa mão de obra.

Quero pedir desculpas a vocês pela ausência de resposta a vários comentários e e-mail. Espero tirar o atraso nessa semana. E, pelo andar da carruagem, vamos ter feira de teocas em São Paulo. Várias pessoas me ofereceram hospedagem e nem sei como escolher onde ficar, sinceramente! Ainda vou responder as ofertas, ok?

Marina

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...